quarta-feira, 22 de setembro de 2010

E as más novidades continuam...

Pois é, ontem tive a noticia (por recado escrito) que a professora titular da turma do Tesourinho tinha metido licença.
Esqueceram-se foi de me dizer que não foi ontem que ela meteu licença, mas sim na semana passada...
Então na sexta-feira, o menino já teve aulas com a coordenadora da escola e na segunda-feira voltou a mudar de professora (uma professora de substituição provisória até a DREL colocar alguém a substituir a professora titular da turma).
Hoje chamaram-me à escola (a professora de substituição) para me dizer como têm corrido as coisas com o meu menino lindo.
Parece que ele tem reagido muito mal a esta mudança. Não acata as ordens desta professora e não para de chamar pela professora V.
Ao que parece o meu Tesourinho não trabalha desde que tem esta professora, porque ele não lhe reconhece autoridade. Na cabecinha dele deve ser: "a professora V. não está cá porque esta veio ocupar o lugar dela..."
Claro que como não sabia destas alterações, não conversei com o menino sobre elas... E se eu não estou na escola e da escola não me contam o que se passa, também não podia saber desta reacção do menino...
Enfim!!!

Hoje, eu tive uma conversa com o Tesourinho e a Kika ajudou à festa.
E terminou com algo do genero:

Mãe - "Quem manda na escola?"
Tesourinho - "Pissora V."
Mãe - "Não Tesourinho, a professora V. está a cuidar do bebé e agora vai estar muito tempo sem ir à escola. Agora que ela não vai estar, quem manda na escola?"
Tesourinho - "Pissora A."

Vamos ver como corre amanhã.
Espero que bem melhor do que estes três dias já passados... De qualquer maneira amanhã, de manhã, vai ter a professora de ensino especial na sala. Espero que corra bem melhor e que ele trabalhe um bocadinho.
É que não tenho geito nenhum para "Pissora" e o meu menino detesta que a mãe faça de "Pissora". Prefere a mãe que dá muitos miminhos...

2 comentários:

Marylight disse...

Isto de facto é um absurdo! Mudam os professores e os pais não são avisados...?!?! Qualquer criança tem reacções diferentes às mudanças e no caso dos nossos meninos em que a rotina é fundamental, como esperam que se comporte...É necessário preparar a criança para a mudança. Ando há imenso tempo a dizer ao Tiago que vai mudar de escola, ter amigos novos e professora nova. E ele fala sempre no amiguinho dele (que por acaso tb mudou para a escola nova e ficou na turma dele) e depois fala na prof. C* e eu digo que a nova prof é a prof. O*. Temos de fazer esta mentalização para o "choque" ter menos impacto. Como é que é possivel as escolas ou neste caso os responsáveis não dizerem nada?!

Espero que tudo corra pelo melhor com a escolinha e com o Bruno. Neste momento sinto-me confiante em relação à escola do Tiago e gostava muito que assim fosse para todos os meninos especias...

Beijinhos grandes!

Sandra Morato disse...

De facto não há respeito pelos nossos meninos especiaias, a Drel não olha para eles como meninos que precisam de ajuda, mas como "fardos". As vezes é a sensação que tenho. De tantas histórias que ouvimos que revolta o coração de qualquer mãe. Força mãe guerreira que és, saberásdar a volta por cma e o nosso tesouro sair desta confusão e encontrar a estabilidade. Um grande beijinho para os tres. Sandra