segunda-feira, 16 de maio de 2011

Os meus avós fizeram anos de casados

Olá malta!No dia 8 deste mês, os meus avós fizeram 45 anos de casados.
Fizeram um almoço com todos e eu gostei muito de estar com a familia toda junta outra vez.
Gosto muito dos meus avós.Beijinhos muito grandes aos meus avozinhos

O Tesourinho

terça-feira, 10 de maio de 2011

Avaliação do 2º período lectivo


Na semana passada lá fui à escola do meu Tesourinho, para a reunião de avaliação do 2º período.

O professor começou por agradecer o empenho dos pais, porque se nota que os meninos trabalham em casa.

O Bruno, como todos sabemos, trabalha e bastante, mas continuando.

No que respeita às "Áreas Curriculares Não Disciplinares" (Área de Projecto, Estudo Acompanhado e Formaçao Civica), o meu doce teve satisfaz a tudo. Melhorando inclusive, e quando comparado com o 1º período, vários parâmetos dentro de cada uma destas áreas.

Em relação a "Educação Moral e Religiosa", mais uma vez a professora realçou que o menino tenta superar as dificuldades, que tem o comportamento a nível de satisfaz bem e que realizou as tarefas propostas, com um nível de satisfaz mais. A professora termina a sua avaliação com: "Parabéns, continua!"

Passando às "Áreas Curriculares Disciplinares". Aqui o Bruno teve satisfaz a "Língua Portuguesa", "Matemática" e "Estudo do Meio". No que respeita a "Expressões (Artisticas e Fisico-Motoras)", a avaliação foi de satisfaz bem.

Como apreciação global, o professor diz que: "O Bruno é empenhado na realização das actividades propostas" ... "É participativo e mostra-se motivado no seu processo ensino-aprendizagem".

Relativamente às AEC's, as notas do Bruno foram, em dois casos, muito estranhas... Enfim!

Comecemos pelas boas noticias: o meu doce passou de não satifaz a "Inglês" e "Expressões" para, respectivamente, satisfaz e satisfaz bem.

As más noticias: o Tesourinho passou de satisfaz bem a "Ensino da Musica" para não satisfaz e de satisfaz a "Actividade Fisica e Desportiva" para não satisfaz.

Aqui fico com uma duvida existencial muito grande: como é que uma criança que tem satisfaz bem a "Expressões (Artisticas e Fisico-Motoras)", consegue ter não satisfaz a musica? Depois, se pensarmos uma bocadinho mais ainda, como é que o meu menino, que adora musica, tem não satisfaz a musica? Será que o problema é dele ou é da professora?

Em conversa com o professor, cheguei à conclusão que a professora só está há cerca de um mês com a turma... E, digo eu, deve estar a falar russo com o menino. É que ela diz que o meu filho não respeita nem colegas nem adultos... Será que ela já lhe impôs respeito?

Depois em relação à ginástica, acredito que, no meio do grupo, o Bruno sinta que aquela aula é só para brincar. Será que esta professora já tentou explicar-lhe bem os exercicios e mesmo fazê-los com ele?

No final da reunião, o prof. J.C. ficou de averiguar tudo isto. Até porque todos nos lembramos que até Dezembro, e devido à instabilidade toda que se gerou pelos 6 professores que passaram pela turma, às tantas, a unica coisa que o Bruno fazia era amachucar papel (literalmente). Como sabemos, o Bruno não fazia isto por ter trissomia 21, mas sim porque estava completamente desestabilizado por todas estas mudanças e sem qualquer tipo de apoio por parte de adultos responsáveis.

No inicio do 2º período, e já com estabilidade de professor e regras definidas, houve 2 ou 3 professores que chegaram a perguntar à professora de ensino especial se o menino estava a ser medicado, porque andava muito mais calmo, atento e trabalhador.

Para esclarecer: o Bruno não está medicado. Apenas passou a ter estabilidade na escola (coisa que não teve no 1º período).

sábado, 7 de maio de 2011

Um dia diferente

Olá malta!
Ontem não tive aulas de manhã, porque foi dia de prova para os meninos do 4º ano. Por isso, passei a manhã no trabalho da mamã.
Primeiro achei que não ia ser divertido, porque a minha mãe nunca me deixa fazer nada do que eu quero no trabalho dela. Mas desta vez foi diferente. A meio da manhã, a mãe perguntou-me se eu queria ir à oficina ver as máquinas. Eu disse logo que sim.
Na oficina, conheci o Rui que me perguntou se eu queria andar de empilhador. Eu disse logo que sim (mas acho que o Rui ficou preocupado porque a minha mãe podia não gostar). Eu puxei pela mão dele e lá fomos à procura de um empilhador. Encontrámos o Ruben que me deixou conduzir o empilhador. Acho que a mãe não ficou muito zangada, porque ela até fez um filme pequenino.



video

Há hora do almoço fui para a escola. Passei a tarde toda ao colo do professor, porque havia uma mosca na sala e eu tenho muito medo de moscas.
Mas ainda falta contar-vos que, de noite, houve festa na escola. Com musica e tudo... A mãe e a Kika levaram-me. E sabem qual foi a melhor parte? A mãe dançou comigo e tudo.



video

Gostei tanto do meu dia.

Beijinhos
O Tesourinho

sexta-feira, 6 de maio de 2011

"O mistério das coisas erradas"

Na segunda feira passada, a autora Fátima Marinho fez a apresentação do livro "O mistério das coisas erradas" na FNAC do Colombo.
Eu, o Tesourinho e a Kika assistimos a esta apresentação e adorámos.
No inicio da apresentação tomou a palavra o Sr. Dr. Adalberto Fernandes, em cujas palavras consegui encontrar algumas das minhas vivências num mundo cheio de "coisas erradas". Posteriormente, foi a Sandra Torres (jornalista) que tomou a palavra. Mais uma vez me consegui identificar com muita coisa que foi dita. Sendo jornalista no programa consigo, a Sandra Torres entederá também bastante bem as "coisas erradas" e brindou-nos com um pedido à presidente da associação ACAPO, a Graça, que nos interpretou divinalmente um poema da Fátima Marinho transcito para braile.
No final, a autora, Fátima Marinho, brindou-nos com a sua apresentação do livro e, realmente, tem um dom para "brincar" com as palavras.
Seguiu-se a sessão de autografos ao livro e, não posso deixar de agradecer as palavras doces, em forma de dedicatória, que escreveu ao meu Tesourinho.

terça-feira, 3 de maio de 2011

O Dia da Mãe


Olá malta!

Ainda não vos contei como foi o “Dia da Mãe”…
Na sexta-feira antes dei logo, à Mãe, a prenda que fiz na escola. Ela andava há muito tempo a perguntar o que era, mas eu não me descaí nunca. Só lhe disse que sim, estava a fazer uma prenda. Quando ela perguntava o que era, eu respondia com ar muito maroto: “Nada!”.
No domingo, acordei muito cedinho e disse à minha mãe: “Bom dia da Mãe”. Acho que era mesmo muito cedo, porque apesar dos miminhos que ela me dá sempre, ela disse-me: “Anda para a cama da mamã, para dormires mais um bocadinho”.
Eu não me apetecia nada… É que já não via os meus primos há muito tempo e a mãe disse que eu os ia ver todos. Gosto muito quando a família fica toda junta.
Quando voltei a acordar, a mãe já andava a pé… Não é justo, eu tive de voltar para a cama e ela pode andar a pé… Mas gostei tanto de a ver com a blusa que eu lhe dei que, fiquei de boca aberta a olhar para ela e, depois, disse-lhe: “Que bonita!!!”. Não sei porquê, mas acho que ela gostou. Deu-me tantos miminhos…
Despachámo-nos muito rápido, eu nem queria tomar o pequeno-almoço, mas a “chata” da minha mãe obrigou.
Finalmente, lá fomos ter com a avó Odete e o avô Pereira. Depois a tia Ana, o tio Daniel e o primo Tiago juntaram-se a nós e fomos para o restaurante. O tio Artur, a tia Elsa e os primos Sara e Ricardo chegaram depois.
Eu estava muito feliz e, para dizer a verdade, só me faltava a minha Kika. Mas eu já sou crescido e percebo que a minha Kika tinha de ir ter com a Mãe dela.
Na segunda-feira houve festinha para as mães na minha escola, e a minha mãe não faltou… Fiquei tão feliz quando a vi lá! Fui um dos poucos meninos da minha sala que tinham lá a Mãe. Senti-me muito importante… A minha Mãe gosta mesmo muito de mim!
Na festa de minha escola houve uma aula de aeróbica. Fiz tudinho o que as meninas disseram para fazer, mas nem sempre conseguia fazer como elas. Não faz mal, o que importa é que a minha Mãe estava a gostar. Quando voltámos à sala, fomos fazer sumo de laranja e limão. Eu gostei um bocadinho, mas a minha Mãe que gosta muito de limão deve ter gostado muito, é que o sumo estava um bocadinho azedo…
E foi assim que correu o meu “Dia da Mãe” deste ano.

Beijinhos

O Tesourinho